Fratura panfacial: um relato de caso

Autores

  • Iasmin Côrtes Mânica Teles Universidade Católica de Brasília
  • Julia Amorim Cruz Universidade Católica de Brasília
  • Diderot Rodrigues Parreira Universidade Católica de Brasília
  • Gustavo Henrique Campos de Sousa Universidade Católica de Brasília
  • Mayara Mascarenhas Guerra Curvina Universidade Católica de Brasília

Resumo

Fraturas panfaciais são aquelas cujo acometimento abrange concomitantemente os terços superior, médio e inferior da face. Esse trauma é caracterizado pelo envolvimento de estruturas como osso frontal, complexo zigomaticomaxilar, região nasorbitoetmoidal, maxila e mandíbula, bem como prejuízo de todos os pilares de sustentação facial. Dentre as principais causas se destacam acidentes automobilísticos, atropelamentos, traumas interpessoais, entre outros. Pacientes com esse tipo de lesão geralmente apresentam acometimentos sistêmicos e necessitam de tratamento multidisciplinar. O tratamento cirúrgico das fraturas panfaciais é considerado complexo, uma vez que não há arcabouço ósseo estável para a redução das fraturas e restabelecimento de continuidade óssea. Os autores desse artigo relatam um caso de um paciente do gênero masculino, vítima de acidente motociclístico e que apresentou fratura nasal, dos seios maxilares, do septo ósseo, das cavidades orbitárias, do osso zigomático, da maxila, da mandíbula e evisceração do olho esquerdo, sendo submetido à cirurgia corretiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iasmin Côrtes Mânica Teles, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica de medicina da Universidade Católica de Brasília.

Julia Amorim Cruz, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica de medicina da Universidade Católica de Brasília.

Diderot Rodrigues Parreira, Universidade Católica de Brasília

Médico otorrinolaringologista e cirurgião crânio maxilo-facial. Brasília - DF.

 

Gustavo Henrique Campos de Sousa, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico de medicina da Universidade Católica de Brasília.

Mayara Mascarenhas Guerra Curvina, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica de medicina da Universidade Católica de Brasília.

Downloads

Publicado

2017-03-02