Paniculite mesentérica é um diagnóstico fácil? Relato de caso

Gleim Dias de Souza, Luciana R. Queiroz de Souza, Caio Freire de Abreu, Fábio Daniel Barbosa da Silva, Ícaro Pinto Silva, Lourival de Paiva Grillo Júnior, Samuel de Sousa Alencar

Resumo


Paniculite mesentérica é um processo inflamatório não específico que gera necrose e fibrose do tecido adiposo mesentérico. Recentemente com os avanços tanto na qualidade de imagem quanto na interpretação dos achados, a paniculite mesentérica tem sido diagnosticada usando apenas as alterações tomográficas. Paciente do sexo masculino, 46 anos, tradutor, previamente hígido, iniciou há aproximadamente 4 meses quadro de desconforto epigástrico intermitente, associado a náusea com períodos de melhora espontânea. Há 2 semanas houve piora progressiva do quadro evoluindo com crises recorrentes de dor em aperto, intensa e difusa em todo abdome. Não apresentou febre, vômitos ou outros sintomas associados. Atendido no Hospital de Base de Brasília. Ao exame físico apresentou dor à palpação profunda do abdome sem presença de massa ou sinal de irritação peritoneal. No hemograma havia discreta leucocitose. Foi solicitada uma tomografia computadorizada para esclarecimento diagnóstico observando aumento na densidade da gordura mesentérica associada a linfonodomegalia sendo diagnosticado com paniculite mesentérica. A paniculite mesentérica é uma afecção rara, porém deve ser sempre considerada diante de um quadro de abdome agudo recorrente e inespecífico. A investigação deve ser feita sempre com tomografia computadorizada.

 

Descritores: Paniculite mesentérica, Tomografia, Diagnóstico.


Texto completo:

PDF