Zika Vírus: histórico, epidemiologia e possibilidades no Brasil

Wender Antonio Oliveira

Resumo


O presente artigo tem como objetivo central, debater de maneira conceitual sobre o Zika vírus, seu histórico, epidemiologia, infecção e panorama e possibilidades no Brasil. De modo que foi possível concluir que o vírus ZIKV é originário da África e foi se disseminando pelo mundo por meio do principal vetor, o mosquito Aedes – de diversas espécies – no Brasil, especificamente, devido à grande presença, o risco é o mosquito Aedes aegypti, mesmo vetor da dengue, febre amarela e chikungunya. A maioria das pessoas infectadas pelo ZIKV pode nem mesmo apresentar sintomas, quando ocorre a febre zika, os sinais são muito semelhantes aos da dengue e da chikungunya, o que pode confundir o diagnóstico. Não há tratamento ou método diagnóstico específico, tampouco vacina e sorologia para sua detecção. A atenção especial para a presença do vírus fica sobre mulheres grávidas, devido aos elevados índices de casos de microcefalia em recém-nascidos que foram associados ao ZIKV. A justificativa para a escolha do tema paira sobre sua contemporaneidade, além da expectativa de contribuir para o âmbito acadêmico. O método de pesquisa empreendido segue natureza qualitativa, com pesquisa de abordagem básica e objetivo exploratório, por coleta de dados em bibliografia.

Palavras-chave: Zika vírus. Aedes Aegypti. ZIKV.


Texto completo:

PDF