Combate à tuberculose (Curitiba, 1930 – 1939)

Autores

  • Daniele Santos Universidade Federal do Paraná
  • Leandro Francisco de Paula Universidade Federal do Paraná

Resumo

O presente artigo tem por objetivo traçar uma revisão histórica que contemple os discursos trazidos pelas teses médicas e pela imprensa local, da cidade de Curitiba, sobre a tuberculose, entre os anos de 1930 a 1939. Nesse sentido, o foco que permeia essa abordagem se consagra de acordo com os dizeres de Michel Foucault sobre o biopoder, mecanismo o qual, muito difundido na França oitocentista, chega ao Brasil após as efervescências da Belle Époque e passa a nortear os rumos da saúde pública no país. Propomos, portanto, uma análise daqueles discursos sob tal ótica foucaultiana, pensando nos processos que fomentaram dizeres específicos sobre a também conhecida como peste branca. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele Santos, Universidade Federal do Paraná

Mestranda da linha de pesquisa Arte, Memória e Narrativa do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná. Licenciada em História pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal a Nível Superior (CAPES).

Leandro Francisco de Paula, Universidade Federal do Paraná

Doutorando na linha de pesquisa Espaço e Sociabilidades do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná. Mestre, bacharel e licenciado pela mesma instituição. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal a Nível Superior (CAPES).

Downloads

Publicado

2017-06-17