“Pseudo tumor de Krukenberg” e pseudo síndrome de Meigs em câncer gástrico?

Vitorino Modesto dos Santos, Priscilla Souza Faria, Renata Athayde Casasanta, Francisca Germanya Morais Borges Viana, Mayza Lemes Duarte, Viviane Vieira Passini Soares

Resumo


Relata-se o caso de uma paciente na pós-menopausa portadora de adenocarcinoma gástrico invasivo bem diferenciado, além de imagens neoplásicas no ovário esquerdo e no útero. Queixava náuseas, vômitos e dor abdominal, além de inapetência e perda de peso. Endoscopia digestiva alta mostrou lesão infiltrativa na pequena curvatura gástrica, medindo 4 cm de diâmetro, e análise de amostras de biópsia confirmaram o diagnóstico. Estudos de imagem do abdome e da pelve detectaram imagens consistentes com malignidade no ovário e paramétrio esquerdos, no colo uterino, além do miométrio. Testes laboratoriais revelaram anemia, níveis séricos elevados de CA 19-9, de CA 125, e de proteína C-reativa. Como as células em anel de sinete não foram visualizadas, não foi caracterizado o diagnóstico de tumor de Krukenberg. Para fazer o estadiamento e tratamento especializado a paciente foi encaminhada à Oncologia. O câncer gástrico insuspeitado teria originado um “pseudo tumor de Krukenberg”. Já a massa ovariana em associação com ascite e derrame pleural constituiu a pseudo síndrome de Meigs.

Texto completo:

PDF