Hábitos alimentares dos idosos atendidos nos Programas de Saúde da Família (PSF) em Ituiutaba-MG

Janyne Vilarinho Melo, Ana Lúcia de Medeiros Santos, Alexandre Azenha Alves de Rezende, Luciana Karen Calábria

Resumo


O presente estudo analisou a atual situação da nutrição dos idosos residentes no município de Ituiutaba-MG, considerando os “10 Passos para Alimentação Saudável para as Pessoas Idosas”. Baseado em um questionário semi-estruturado, foram entrevistados 149 idosos não institucionalizados de ambos os sexos, atendidos por um dos onze Programas de Saúde da Família (PSF), no período de maio a julho de 2015, após assinatura do consentimento livre e esclarecido (No 329.774). Quando questionados sobre a sua alimentação, 81,9% afirmaram considerá-la saudável, sendo a justificativa relacionada com o tipo do alimento consumido e à variedade. Os resultados mostraram que entre os idosos entrevistados, que consideraram a dieta saudável, variaram de 60 a 69 anos (47,5%), 65,6% eram do sexo feminino, 63,1% dos idosos tinham pelo menos um (54,1%), A maioria era alfabetizada (escola primária) e com renda familiar de 1 a 2 salários mínimos (69,7%). Do total, 45% relataram fazer de 4 a 5 refeições por dia e 44,3% consomem cereais diariamente, embora 95,3% de todos os entrevistados relataram comer arroz e feijão todos os dias. Os alimentos utilizados com maior frequência foram de origem vegetal ou animal (87,2%) e 53,7% afirmaram retirar a gordura antes de consumir carne. Ainda, houve prevalência do consumo de doces  de 1 a 2 vezes por semana (68,6%). No preparo dos alimentos, 51% dos idosos afirmaram uso reduzido de óleo, sal e açúcar. Além disso, 81,9% relataram retirar o saleiro da mesa. Poucos idosos (25,5%) relataram beber 2 ou mais litros de água por dia e apenas 24,8% liam os rótulos dos alimentos. Conhecer e intervir nos hábitos alimentares da população idosa é de suma importância no desenvolvimento de estratégias de promoção da saúde e prevenção de doenças.


Texto completo:

PDF