Farmacodermia induzida por Bupropiona em paciente com transtorno depressivo maior

Izabela Rodrigues Figueiredo, Ana Raquel Souza Azevedo, Larissa Araújo Dutra Carvalho, Ana Raquel Nascimento Lawall, Daniele Oliveira Ferreira Silva, Ulysses Rodrigues Castro

Resumo


As farmacodermias (FMD) são reações de hipersensibilidade a medicamentos que podem advir de mecanismos imunológicos ou não imunológicos e manifestar-se clinicamente de modo cutâneo ou sistêmico. Na literatura são relatados casos de rash cutâneo, prurido, hiperidrose e urticária, além de  reações dermatológicas severas, mesmo que raramente, devido ao uso da Bupropiona (BUP). Os autores descreveram um caso de FMD em uma mulher de 40 anos, com histórico de terapia para transtorno ansioso depressivo há 3 anos, sem resposta satisfatória ao tratamento, com opção de uso de BUP para adequar o manejo. A paciente apresentou após 1 mês de uso da BUP quadro de rash cutâneo grave, necessitando de internação hospitalar. A biópsia de lesão cutânea confirmou a FMD e, após a suspensão da BUP, notou-se remissão completa das lesões. Com esse relato de caso, foi possível evidenciar efeito adverso incomum com o uso da BUP e abordar um complemento à literatura existente, demonstrando a necessária atenção quanto ao uso deste fármaco na psiquiatria ou clinica médica, facilitando os futuros diagnósticos e a resolução eficaz de quadros semelhantes. 


Texto completo:

PDF