IMPACTO DA TERAPIA DE VIBRAÇÃO DE CORPO INTEIRO NA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES ONCOLÓGICOS

Autores

  • Fellipe Marques da Silva Araujo Universidade Católica de Brasília
  • Natália Coelho Coelho Cavalcante Universidade Católica de Brasília
  • Nanci Maria de França Universidade Católica de Brasília
  • Rogério Wagner da Silva Universidade Católica de Brasília

Resumo

O câncer e seu tratamento impõem uma série de limitações aos pacientes, tendo em vista que culminam com inúmeras repercussões sistêmicas. Os indivíduos experimentam depressão do sistema imunológico, perda de massa corporal, fraqueza, hiporexia, inaptidão física e incapacidade laboral, influindo diretamente em seus estilos de vida. Nesse sentido, a atividade física durante o tratamento da patologia tem se mostrado como um fator de influência positiva na qualidade de vida, de modo a proporcionar uma melhor assistência ou mesmo uma reabilitação precoce a esses pacientes.Como tal, a vibração de corpo inteiro aparece como uma terapia promissora, tendo em vista que essa técnica é capaz de aplicar estímulos de baixo impacto, associados a exigências musculares leves, mas significativas, que podem ser aplicadas às pessoas com mobilidade e força reduzida. Por meio de uma revisão da literatura, o presente trabalho tem por objetivo evidenciar o impacto na qualidade de vida que os exercícios físicos em plataforma vibratória podem proporcionar a pacientes oncológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fellipe Marques da Silva Araujo, Universidade Católica de Brasília

Acadêmico de Medicina da Universidade Católica de Brasília; bolsista de Iniciação Científica pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal.

Natália Coelho Coelho Cavalcante, Universidade Católica de Brasília

Acadêmica de Medicina da Universidade Católica de Brasília; bolsista de Iniciação Científica pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal.

Nanci Maria de França, Universidade Católica de Brasília

Professora Doutora da Universidade Católica de Brasília

Rogério Wagner da Silva, Universidade Católica de Brasília

Professor Doutor da Universidade Católica de Brasília

Downloads

Publicado

2018-06-07