Paciente com perfuração uterina assintomática após inserção de Dispositivo Intrauterino – Relato de Caso e Revisão de Literatura

João Paulo Cavalcante Roriz Teixeira, Francisco Caetano Rosa Neto, Rafael Emídio da Costa, Thais Reggiani Cintra, Camila Luz Costa, Izabela Luíza de Souza Vieira, Paulo Henrique Lemos Pignatário, Demétrio Antônio Gonçalves da Silva Gomes

Resumo


O dispositivo intrauterino (DIU) é o método contraceptivo reversível mais utilizado no mundo atualmente. Seu uso apresenta-se com maior destaque em países em desenvolvimento, sobretudo na Ásia Oriental. As contraindicações de seu uso são poucas, como as malformações uterinas, miomas submucosos e processos inflamatórios pélvicos. Apesar de ser amplamente utilizado, o DIU não é isento de complicações, sendo a perfuração uterina a mais grave delas. Na maioria dos casos, a perfuração ocorre no momento da inserção, no entanto sua migração subsequente é descrita. O caso de uma mulher de 34 anos em acompanhamento para planejamento familiar que optou pela inserção de DIU é descrito. Assintomática retorna à consulta com ecografia transvaginal de controle que demonstrou ausência de DIU em útero. Após solicitação de radiografia, o dispositivo foi identificado em cavidade abdominal. A paciente foi submetida a laparotomia exploradora em que o DIU foi identificado e retirado. O procedimento cirúrgico foi realizado sem intercorrências. O artigo tem como objetivo correlacionar aspectos clínicos, de imagem e de tratamento com a literatura médica estabelecida.


Texto completo:

PDF