O PROCESSO DE INOVAÇÃO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA

Autores

  • Tales Ramos Monteiro dos Santos Universidade Católica de Brasília (UCB)

Resumo

O processo de inovação acontece desde a sua implementação ou reestruturação de acordo com a visão da instituição. A inovação é basicamente a capacidade de transformar uma ideia, produto ou serviço, segundo Carreteiro (2009). Partindo da premissa de que a Educação a Distância visa a transformação do indivíduo, ela está intimamente relacionada com os avanços tecnológicos comunicacionais, que é um processo de inovação constante. O artigo é uma pesquisa bibliográfica e se justifica pelo crescimento significativo dessa modalidade de ensino no país. Teve como objetivo compreender o que é a inovação no contexto do ensino superior a distância. O artigo está dividido em 04 partes: um breve histórico da Educação a Distância, inovação, estratégias de inovação e a inovação como um modelo de negócio. Conclui se que a inovação deve fazer uso de estratégias que dialoguem com toda a organização com o objetivo de atingir os resultados almejados por ela. Para isso, é necessário rever paradigmas e que todos os envolvidos busquem a inovação de forma continua e processual de acordo missão da organização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABBAD, G. S. Educação a distância: o estado da arte e o futuro necessário. Revista do Serviço Público, v. 58, n. 3, p. 351-374, 2014.

Associação Brasileira de Educação a Distância -ABED. Censo EAD.BR: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil 2018. Curitiba: InterSaberes, 2019. Disponível: <http://abed.org.br/arquivos/CENSO_DIGITAL_EAD_2018_PORTUGUES.pdf> Acesso em 12 jun 2020.

CARRETEIRO, Ronal. Inovação Tecnologia: como garantir a modernidade do negócio. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2009.

FULLAN, M. The New Meaning of Educational Change. London: Routledge, 2007.

LEVY, S. Six factors to consider when planning online distance learning programs in higher education. Online Journal of Distance Learning Administration, v. 6, n. 1, Spring, 2003.

LIMA, Venício A. Mídia: Teoria e Política. São Paulo: Perseu Abramo, 2001.

MATTAR, J. Guia de Educação a Distância. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

PERRENOUD, P. Aprender a negociar a mudança em educação: novas estratégias de inovação. Porto: Edições ASA, 2002.

ROCHA, Lygia Carvalho. Criatividade e Inovação: como adaptar-se às mudanças. Rio de Janeiro: LTC, 2009.

SAVIANI, D. A Filosofia da educação e o problema da inovação em educação. In: Inovação Educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo, Cortez Editora, 1995.

TAKAHASHI, T. Governo eletrônico e educação a distância: perspectivas para o Brasil. In: OLIVEIRA, Fátima Bayma (Org.). Educação corporativa: desenvolvendo e gerenciando competências. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004.

TERRA, José Cláudio Cyrineu. Inovação: Quebrando paradigmas para vencer. São Paulo: Saraiva, 2007

TIDD, Joe. BESSANT, John. PAVITT. Keith. Gestão da Inovação. Porto Alegre: Bookman, 2008.

VELOSO, R. Tecnologias da informação e comunicação: desafios e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2011.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

Downloads

Publicado

2021-02-10

Como Citar

Santos, T. R. M. dos. (2021). O PROCESSO DE INOVAÇÃO NA EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. Anais Do Interprogramas Secomunica, 4(1). Recuperado de https://portalrevistas.ucb.br/index.php/AIS/article/view/12882

Edição

Seção

Artigos