JUSTIÇA DIGITAL: TRANSFORMAÇÃO APLICADA AO NEGÓCIO JUDICIAL DO JUDICIÁRIO – UM OLHAR DA COMUNICAÇÃO SOBRE O PROCESSO

Autores

  • Catarina Nogueira França Rego Universidade Católica de Brasília

Resumo

O texto propõe uma aproximação da inovação digital do Judiciário ao mundo dos negócios, no qual seja possível empreender uma transformação desvinculada da influência política e das atuais estruturas físicas. Entende-se que os gestores das unidades nos órgãos públicos encapsulam o sistema, retardando o processo e estão presos a uma lógica que atrapalha o próprio sistema de freios e contrapesos exercidos pelos magistrados e que estruturam o Estado brasileiro. À primeira vista, algumas mudanças sugerem mudanças constitucionais e infraconstitucionais. A reflexão, entretanto, é necessária para repensar o modelo. Entende-se que o negócio judicial é um problema de toda a sociedade e não unicamente dos bacharéis em Direito. Neste breve ensaio, propõe-se a transformação de Analistas Judiciários em Árbitros Judiciais, e a eleição de membros especializados em Administração, Comunicação e Tecnologia da Informação, ainda membros da sociedade civil, para a cúpula das Cortes Superiores. O referencial teórico utilizado é Kotler e Armstrong no que se refere a produto, e Osterwalder, no que se refere a negócios. Também a compreensão social de Niklas Lumann sobre os sistemas sociais.  O objetivo é encorajar a sociedade à participação política e os membros do Poder Judiciário em direção a resultados, especialmente no que se refere ao julgamento do processo em tempo razoável e a efetiva prestação jurisdicional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Catarina Nogueira França Rego, Universidade Católica de Brasília

Catarina França é jornalista e trabalha com cobertura do Poder Judiciário. Formada em Comunicação pela Universidade de Brasília-UnB, tradutora e especialista em Design de Interfaces Digitais pela Faculdade Senac e em Gestão de Mídias Digitais pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Atualmente, trabalha na Secretaria-Executiva da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento dos Magistrados - Enfam e é mestranda em Inovação, Comunicação e Economia Criativa na Universidade Católica de Brasília - UCB.

Referências

- ARAÚJO, Thiago. Um framework para o e-Judiciário estadual baseado na governança e gestão do conhecimento. Tese (Doutorado) Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

-BARROSO, Luís Felipe. A ascensão dos precedentes judiciais. Disponível em < http://www.luisrobertobarroso.com.br/wp-content/uploads/2016/11/Barroso-Campos-Mello-Ascensao-dos-Precedentes.pdf > Acesso em 29 set. 2019.

- BORDONI, Jovina. O uso das tecnologias de informação e comunicação na resolução dos conflitos por meio da mediação e da conciliação : um estudo dos centros judiciários de solução consensual de conflitos no Brasil. Tese (Doutorado em Direito Constitucional): Universidade de Fortaleza, 2020.

- CASTRO, Marilu.; GUIMARÃES, Thomas. Dimensões da inovação em organizações da justiça: proposição de um modelo teórico-metodológico. Cadernos EBAPE.BR, 17(1), 2019, 173–184.

- CAVALCANTE, P. Inovação e políticas públicas: superando o mito da ideia.

- Congresso, I. I., & Direito, I. D. E. (n.d.), 2019.

- FERNANDES, Ricardo; CARVALHO, Angelo (Coordenadores). Tecnologia Jurídica e Direito Digital. II Congresso Internacional de Direito Governo e Tecnologia. Editora Fórum. 2018.

- Encontro Brasil-Reino unido: gestão e imagem da justiça. O evento ocorreu entre os dias 18 e 20 de novembro de 2015, no auditório do STJ, em Brasília.

- FLATSCHART, Fábio; REGO, JOÃO. Mobile marketing. FGV Editora, Rio de Janeiro, v1, p. 17-21, 2019.

- GOMES, Bruno. Transformação digital nas organizações: o que é e qual é o impacto? Disponível em: <http://www.dosedemarketing.com.br/transformacao-digital-nas-organizacoes/> Acesso em 29 set. 2019.

- Gregório, A., Lima; C. M. de, Cestari, E. C., Loverra, E., Dourado, G., Fessore, G. M., Junior, H. C. M., Zanoni, L. O. T. C., Martins, L. G., Coelho, A. Z. P., & Junior, P. C. N. Inovação no Judiciário: Conceito, Criação e Práticas do Primeiro Laboratório de Inovação do Poder Judiciário. In Inovação no Judiciário, 2019.

- KOTLER, Philip; ARMSTRONG, Gary. Princípios de Marketing. Rio de Janeiro: Editora Pearson. P. 201, 2014.

- KOTLER, Philip; KELLER, Kevin L. Administração de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

- OCDE - "Competências centrais para a inovação no setor público", em Competências para um Serviço Público de Alto Desempenho, Publicação da OCDE, Paris, 2017.

- O processo judicial eletrônico. Disponível em <https://www.cnj.jus.br/programas-e-acoes-2-2/processo-judicial-eletronico-pje/> Acesso em 29 out, 2019.

- O Sistema Bacenjud. Disponível em <https://www.cnj.jus.br/sistemas-9/bacenjud/> Acesso em 29 out, 2019.

- OSTERWALDER, Alexander. Business Generation: A handbook for visionaries, game changers and Challengers. Jonh Wiley, New Jersey, 2010.

- PETENETE, Marcelo. Aprenda tudo sobre a Metodologia Lean Six Sigma. Disponível em <https://www.escolaedti.com.br/lean-e-seis-sigma-qual-a-diferenca> Aceso em 29 out. 2019.

- RAMOS, Fabíola. Como a ODR (Online Dispute Resolution) pode ser instrumento de solução de conflitos no âmbito do Poder Judiciário. Programa de Concessão de Bolsas de Pós-graduação Lato sensu e Stricto Sensu no Superior Tribunal de Justiça, 2018.

- SOUZA, Marcos, GUIMARÃES, Thomas. Recursos, Inovação e Desempenho em Tribunais do Trabalho no Brasil. 2017. Revista de Administração Pública.

- Vesnic-Alujevic, L., Stroermer, E., Rudkin, J.-E., Scapolo, F., Kimbell, L., Scapolo, J.-E. R. F., & Kimbell, I. collaboration with L. The future of government 2030 +: A citizen centric perspective on new government models, 2019.

- VIEIRA, R., Fernandes; COSTA, Henrique; CARVALHO, Angelo (Coordenadores). Tecnologia jurídica e direito digital. I Congresso Internacional de Direito e Tecnologia. Belo Horizonte: Editora Fórum, 2017.

- VIEIRA, R., Fernandes; CARVALHO, Angelo (Coordenadores). Tecnologia jurídica e direito digital. II Congresso Internacional de Direito e Tecnologia. Belo Horizonte: Editora Fórum, 2018.

- RODRIGUES, Leo Peixoto; NEVES, Fabrício Monteiro A teoria dos sistemas sociais em Niklas Luhmann: a sociedade como sistema. Porto Alegre: Edipucrs, 2012.

- RODOLFO RODRIGUES. Os laços da grande família jurídica do Brasil voltam à tona com a Lava Jato. El país, Brasil, 26 de maio de 2017.

- TEIXEIRA, Lucas de Carvalho. Inovação em modelo de negócios, Revista Diretiva, Itaúna/MG, mar. 2016. Disponível em: http://revista.diretiva1.com.br/blog/artigos/10044/Inovacao-em-modelo-de-negocios, acesso em 07 de julho de 2021.

Downloads

Publicado

2021-08-04

Como Citar

Rego, C. N. F. (2021). JUSTIÇA DIGITAL: TRANSFORMAÇÃO APLICADA AO NEGÓCIO JUDICIAL DO JUDICIÁRIO – UM OLHAR DA COMUNICAÇÃO SOBRE O PROCESSO. Anais Do Interprogramas Secomunica, 5. Recuperado de https://portalrevistas.ucb.br/index.php/AIS/article/view/13221

Edição

Seção

Artigos