COMUNICAÇÃO, ECONOMIA CRIATIVA e ESTRATÉGIA: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE MANAUS

Laís Karla da Silva Barreto, Viviane Costa Novo, Leandro Trigueiro Fernandes

Resumo


Este artigo traz o tema Comunicação Organizacional e Economia Criativa com o objetivo de analisar como a comunicação e o desenvolvimento de ações criativas contribuem e são utilizadas de forma estratégica, no desempenho organizacional de uma Instituição de Ensino Superior em Manaus, no período da Pandemia COVID-19. Com o rápido crescimento do ensino superior no Brasil nos últimos anos, as IES perceberam que precisavam de estratégias e ações diferenciadas para manter seus alunos e ainda, para conquistar novos alunos, visando sua própria sustentabilidade. Assim, emergiu a seguinte situação problema: Como o processo de comunicação associado à economia criativa pode contribuir no desempenho de uma IES, em meio a pandemia COVID-19? Buscou-se analisar a percepção dos alunos com relação à comunicação organizacional atrelada à economia criativa na IES em que estudam. Assim, partindo das premissas de Bourdieu (2007), Kunsch (2008) e Kotler e Fox (1994), foi realizado um levantamento bibliográfico. Quanto a abordagem, optou-se por uma pesquisa qualitativa. O procedimento para a coleta de dados foi a aplicação de um questionário online estruturado, encaminhado para um total de 230 alunos da IES objeto do estudo, que teve o início de suas atividades acadêmicas há menos de 5 anos em Manaus/AM. Com os resultados, foram indicados pontos de atenção para a gestão, considerados importantes pelos respondentes, demonstrando, inclusive, o que pode levá-los a abandonar a IES. Também foi detectado que a maioria considera boa a comunicação da IES, mas que sempre pode ser melhorada

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2526-382x