Estratégias de comunicação na comercialização de produtos da agricultura familiar e do extrativismo em campos belos

Francielle Rego Oliveira Braz, Leandro Bessa

Resumo


Este artigo intitulado Estratégias de Comunicação na Comercialização de Produtos da Agricultura Familiar e do Extrativismo em Campos Belos, tem como objetivo analisar as estratégias de comunicação, bem como a emergência das tecnologias digitais no contexto da comercialização de produtos da Agricultura Familiar e do Extrativismo em Campos Belos, GO. Essa discussão atravessa questões teóricas ligadas à estratégia na comunicação e mercado desse cenário, alguns autores que auxiliaram tal discussão foram: Wolton (2010), Morin (2003) e Gomes (2016).  A metodologia adotada foi baseada em uma pesquisa-ação, com base empírica, que consiste numa estreita associação com uma ação ou com a resolução de um problema coletivo (THIOLLENT, 1986), e que neste caso vincula-se às comunidades rurais e seus agricultores. Essa investigação contribui para identificar as dificuldades encontradas nesse processo, assim como oportunidades associadas às mídias digitais.


Texto completo:

PDF

Referências


Agrodefesa- Agência Goiana de Defesa Agropecuária, em Campos Belos, GO, 2021.

ALTMANN, R. (Coord.). Perspectivas para a agricultura familiar: horizonte 2010. Florianópolis: Instituto Cepa/SC, 2002. 112 p.

BONILHA, Rafael Alessi Martins. Modelo de negócios e infraestrutura baseada em dispositivos móveis para comercialização de produtos Slow Food. 2018.

Carvalho, Marly Monteiro de. Estratégia competitiva: dos conceitos à implementação / Marly Monteiro de Carvalho, Fernando José Barbin Laurindo. – 2. ed. – 2. reimpr. – São Paulo: Atlas, 2010.

EMATER-Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Goiás, em Campos Belos, 2021.

GIL, Antônio C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GOMES, Victor M. L. R. Uma leitura comunicacional da estratégia na perspectiva sistêmico-discursiva. 2014. Tese (Doutorado em Comunicação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

_______ Uma leitura comunicacional da estratégia nas organizações. Galaxia, São Paulo, n. 33, set./dez. 2016a, p. 226-238.

________ Rede decisória comunicacional: um exemplo de aplicação. Comunicação & Inovação, PPGCOM/USCS, São Caetano do Sul, v. 17, n. 35, set./dez. 2016b, p. 30-45.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. 2010. Agropecuária. Disponível em: http://www.ibge.com.br>. Acesso em: 3/05/2021.

MOREIRA, B. L. Dicas de Feedback. Rio de Janeiro: Qualilymark, 2010.

MORIN, Edgar. A Comunicação pelo meio (Teoria Complexa da Comunicação). Revista FAMECOS. Porto Alegre. Nº. 20. abril 2003.

PAZERA Jr., Eduardo. A feira de Itabaiana, PB: Permanência e Mudança. Tese 2001 14fl. (Doutorado em Geografia) Universidade de São Paulo, São Paulo.

_________________. A feira de Itabaina-PB: Permanência e mudança. Dissertação (Tese de Doutorado) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 2003.

RESE, Natália. CANHADA, Diego Iturriet Dias. CASALI, Adriana Machado. Estratégia como Prática Social: Reflexões sobre o Papel da Comunicação Organizacional. V Encontro de Estudos Organizacionais ANPAD (ENEO), Belo Horizonte, MG. Junho/2008.

SAMPAIO, Isabel Cristina. FORTUNATO, Graziela. BASTOS, Sergio Augusto Pereira. A Estratégia como prática social: O pensar e o agir em um programa social governamental. Revista O&S UFBA- Salvador, v.20, n.66. p. 479-500- julho/setembro. 2013.

SILVA, Samuel Aureliano da e XAVIER, Odiva Silva. Campos Belos: sua história sua gente. Brasília: Editora Ser, 2004.

SWEDBERG, Richard. Max Weber e a ideia de Sociologia Econômica. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; São Paulo: Beca Produções Culturais, 2005.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa - ação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1986.

VILLAR, Eduardo Guedes; WALTER, Silvana Anita; BRAUM, Loreni Maria dos Santos. Da Estratégia Clássica à Estratégia como Prática: Uma análise das concepções de estratégia e de estrategistas. Revista Ibero Americana de Estratégia, vol. 16, núm. 1, enero-marzo, 2017, pp. 8-21 Universidade Nove de Julho São Paulo, Brasil.

WHITTINGTON, Richard. Estratégia após o modernismo: Recuperando a prática. RAE. Vol.44.nº 4. Out/Dez 2004.

WOLTON, Dominique. Informar não é comunicar. Porto Alegre: Sulina, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2526-382x