COMPORTAMENTO E DESEMPENHO TÁTICOS: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE JOGADORES DE FUTEBOL E FUTSAL

Ezequiel Müller, Júlio Garganta, Rodrigo de Miranda Monteiro Santos, Israel Teoldo

Resumo


O objetivo deste estudo foi comparar o comportamento e desempenho táticos entre jogadores de Futsal e Futebol. Foram avaliados 96 jogadores, sendo 48 de Futsal e 48 de Futebol, das categorias sub-13, sub-15, sub-17 e sub-20. O instrumento utilizado no estudo foi o Sistema de avaliação tática no Futebol (FUT-SAT), que permite avaliar as ações táticas realizadas por cada um dos jogadores, com base nos dez princípios táticos fundamentais do jogo de Futebol. Para a análise dos dados foi utilizado o software SPSS for Windows®, versão 17.0. Foram realizadas análises descritivas (frequência absoluta e relativa), variação percentual, média e desvio padrão. Também foram utilizados os testes Kolmogorov-Smirnov, qui-quadrado (?²), -t para medidas independentes e Mann-Whitney U. Para o cálculo da fiabilidade intra e interobservadores recorreu-se ao teste Kappa de Cohen. Os resultados indicaram que os jogadores de Futsal realizaram número significativamente maior de ações táticas e realizaram com maior frequência ações dos princípios da “Cobertura Ofensiva”, “Contenção”, “Cobertura Defensiva” e “Concentração”. Já no Futebol, foram realizadas com maior frequência que no Futsal ações dos princípios do "Espaço” e da “Unidade Defensiva”. A partir dos resultados pode-se concluir que os jogadores de Futsal apresentaram desempenho tático defensivo superior, e os jogadores de Futebol evidenciaram maior percentual de erros. Mais especificamente, o maior percentual de erros cometidos pelos jogadores de futebol está relacionado aos princípios da "Unidade Ofensiva" e "Contenção". A discrepância entre as dimensões da área de jogo e nas dinâmicas distintas observadas nas duas modalidades podem ser fatores que justificam os resultados encontrados.

Palavras-chave


Futebol; Futsal; Tática; Princípios Táticos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v24i2.6088

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement