SINTOMAS DO ENVELHECIMENTO MASCULINO RELACIONADOS À ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Melissa de Carvalho Souza Vieira, Leonessa Boing, Zenite Machado, Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães

Resumo


O objetivo desta revisão foi identificar artigos originais que relacionam a sintomatologia do envelhecimento masculino com a qualidade de vida e a atividade física. Esta revisão seguiu as recomendações do Preferred reporting items for Systematic Reviews and Meta-análise (PRISMA). Foram selecionados artigos de bases de dados Medline/PubMed, LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), e das biliotecas eletrônicas SciELO (Scientific Electronic Library Online) e Portal Periódicos da Capes, publicados nos últimos dez anos (janeiro de 2003 a fevereiro de 2013), em português, inglês e espanhol. As palavras-chaves utilizadas foram: atividade física, qualidade de vida e andropausa ou sintomas do envelhecimento masculino, presentes no título ou nos resumos dos artigos. Utilizou-se a escala proposta por Downs e Black, para avaliação metodológica dos artigos incluídos na revisão. Identificou-se 233 estudos; 43 preencheram os critérios de inclusão. A maior parte dos estudos foi realizado em países da Europa, para análise das variáveis utilizou-se medidas indiretas como questionários, medidas diretas e coleta sanguínea. Em 18 estudos relatou-se presença de sintomas do envelhecimento masculino; em cinco deles descreveu-se que a qualidade de vida foi afetada pelos sintomas. Apenas três estudos relacionaram a sintomatologia com a atividade física. Os sintomas do envelhecimento masculino podem estar associados a diferentes fatores, influenciando os todos domínios da qualidade de vida dos homens, sendo os sintomas sexuais os mais frequentes, seguidos dos somáticos e psicológicos. Embora a atividade física seja relatada como benéfica neste período, foram encontrados poucos estudos, havendo necessidade de pesquisas que relacionem essas variáveis.

Palavras-chave


Envelhecimento Masculino; Atividade Motora; Qualidade de Vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v25i1.6371

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement