RELAÇÕES ENTRE MODIFICAÇÕES COMPETITIVAS E OPORTUNIDADES DE PARTICIPAÇÃO NO HANDEBOL PARA JOVENS: RECOMENDAÇÕES A PARTIR DE UMA PESQUISA DOCUMENTAL

Lucas Leonardo, Larissa Rafaela Galatti, Alcides José Scaglia

Resumo


A competição destinada aos jovens deve ser compreendida como uma continuidade do processo de formação esportiva. Logo, as oportunidades de participação efetiva nas competições passam a assumir um caráter formativo relevante. Desta forma, participar das partidas passa a ser imprescindível em termos de equilíbrio das oportunidades de aprendizagem. Para isso, o emprego de modificações nos regulamentos pode potencializar a participação do jovem no ambiente competitivo. Este estudo analisou sete competições de handebol sediadas no estado de São Paulo, Brasil, em busca de modificações que pudessem estabelecer relações com as oportunidades oferecidas aos jovens atletas em participarem das partidas. Encontramos três tipos de modificações: a) mudanças na divisão das categorias, b) estratégias de rodízio de atletas e c) oferta de diferentes níveis competitivos. Por meio da discussão com estudos e pesquisas relacionados a estes três temas, recomendamos a adoção de categorias competitivas modificadas e a oferta de diferentes níveis competitivos, mas desencorajamos que as estratégias de rodízio dos atletas relatadas nos regulamentos estudados sejam adotadas, por se distanciarem da finalidade de maior participação competitiva no handebol para jovens.

Palavras-chave


Handebol, Competição; Esporte para jovens; Efeito da idade relativa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v26i4.8597

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement