PROPOSTA DE UM PROTOCOLO DE TREINO E SEU EFEITO NAS FUNÇÕES COGNITIVAS EM IDOSAS DEPRESSIVAS

Marisa Moreira Braga, André dos Santos Costa, Tony Meireles Santos, Andrea Camaz Deslandes, Jhonnatan Vasconcelos Pereira Santos, Carla Menêses Hardman

Resumo


Os objetivos deste estudo foram descrever uma proposta do protocolo de treinamento aeróbio intervalado de moderada intensidade e verificar o seu efeito nas funções cognitivas em idosas com o diagnóstico de depressão maior. Trata-se de um estudo de protocolo e pré-experimental conduzido com 11 idosas, com idade entre 60 e 77 anos (67 ±5,4 anos), clinicamente diagnosticadas com depressão. Foram avaliadas as funções executivas, atenção complexa, habilidades de navegação espacial e desempenho funcional em condições de dupla-tarefa. O protocolo de treino foi constituído por 20 minutos de atividades de coordenação motora, tanto de membros superiores quanto inferiores de forma simultânea, 30 minutos de treinamento aeróbio intervalado e 10 minutos de volta a calma com alongamentos, durante 24 sessões de treinamento. A análise estatística empregada foi o teste t para amostras dependentes e a análise do tamanho de efeito. Observou-se 75% de adesão das idosas na intervenção proposta. Em relação à depressão, identificou-se que 54,5% das idosas apresentaram remissão dos sintomas após o programa de treinamento. Conforme os dados pré- e pós-intervenção, observou-se uma redução estatisticamente significativa no tempo médio despendido na realização dos testes de Stroop 1 (20,09 ± 5,07 x 16,27 ±4,03; p=0,024; TE=0,84), de Stroop 3 (34,27 ±8,39 x 28,36 ±5,10; p=0,032; TE=0,88) e de dupla tarefa visuoespacial (10,55 ±2,07 x 9,45 ±1,44; p=0,006; TE=0,63). O presente estudo verificou um efeito positivo no desempenho das tarefas de atenção, função executiva e dupla tarefa visuoespacial após uma estratégia de treinamento, baseada no exercício aeróbio intervalado de moderada intensidade de 24 sessões, em idosas com depressão.

Palavras-chave


Treino Intervalado; Funções Cognitivas; Depressão; Idoso

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18511/rbcm.v27i3.9925

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement