Telas líquidas: a água na produção audiovisual

Autores

  • Hugo Fernando Salinas Fortes ECA USP

DOI:

https://doi.org/10.31501/esf.v1i1.3089

Resumo

As qualidades visuais e simbólicas da água permitem que ela seja um elemento de grande destaque na produção audiovisual. O artigo apresenta um panorama histórico de sua representação no cinema e na videoarte, enfocando artistas como Jean Painlevé, Andrei Tarkovsky, François Truffaut, Bill Viola, Fabrizio Plessi, entre outros. Ao final são apresentadas reflexões sobre trabalhos em vídeo criados pelo próprio autor, nos quais a água também aparece como elemento preponderante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Fernando Salinas Fortes, ECA USP

Artista plástico, Professor, Designer e Curador. Professor Doutor na Escola de Comunicações e Artes da USP. Realizou doutorado em Artes na ECA USP, com estágio de dois anos na Universität der Künste Berlin, Alemanha. Pós-doutor pela FAU USP. Expôs em mais de 15 países.

Downloads

Publicado

2012-11-12

Como Citar

Fortes, H. F. S. (2012). Telas líquidas: a água na produção audiovisual. Esferas, 1(1). https://doi.org/10.31501/esf.v1i1.3089

Edição

Seção

Artigos livres