COMPORTAMENTO NEUROMOTOR DE LACTENTES EM RELAÇÃO AO SEXO BIOLÓGICO

Joyce Ribeiro Rothstein, Pâmella de Medeiros, Thais Silva Beltrame, Fernando Luiz Cardoso

Resumo


Objetivo: Verificar o comportamento neuromotor de lactentes em relação ao sexo biológico de 0 a 2 meses. Método: A população deste estudo foi representada por todas as crianças com idade compreendida do nascimento aos dois meses de vida, que durante o período de coleta de dados apresentou registro de nascimento junto as unidades de Saúde do município de Fraiburgo-SC. A amostra foi composta de 55 lactentes sem histórico de risco biológico. Os instrumentos utilizados para coleta dos dados foram: Neonatal Behavioral Assessment Scale, formulário biopsicossocial e cartão de saúde da criança. Resultados: Apesar dos meninos apresentaram maior pontuação em relação à habituação, socialização e regulação e as meninas maior pontuação em relação ao comportamento neuromotor, regulação sistema autônomo e reflexo, não foram encontradas diferenças significativas em termos estatísticos. Conclusão: Neste estudo não existem diferenças neurocomportamentais e reflexas entre meninos e meninas do nascimento aos dois meses de vida. As diferenças motoras encontradas na infância entre os dois sexos podem ser ativadas biologicamente ao decorrer do seu desenvolvimento ou podem ter influência do meio.

Palavras-chave


Desenvolvimento infantil; Sex;. Neurocomportamentais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31501/rbcm.v27i1.7936

R. Bras. Ci. e Mov./ Brazilian Journal of Science and Movement